22 de fevereiro de 2011

não deixe para (muito) depois

o tempo mata qualquer vontade

Nenhum comentário: